Arquivo mensal julho 2020

porVittoria Thomasini

Como escolher o melhor meio de pagamento para a sua loja virtual

Cada meio de pagamento possui particularidades que precisam de avaliações prévias. Aqui, te ajudamos a decidir o que é melhor para a sua loja virtual.

Receber pagamentos pela internet é uma das funções que devem estar disponíveis em uma loja virtual. Logo, se você está montando uma você precisa se informar como viabilizar transações comerciais na sua loja, mas como escolher o melhor meio de pagamento para a sua loja virtual?

Saber sobre os melhores meios de pagamento para um e-commerce é tão importante quanto a escolha dos produtos que serão vendidos e o seu layout. A forma de pagamento é determinante para a decisão de compra dos clientes, quanto mais diversas as opções oferecidas, como cartões de crédito e débito, boleto, carteiras virtuais, transferência e outros, maiores são as suas chances de conversão, mas precisa ter em mente que cada opção também representa uma parcela dos custos operacionais do seu negócio.

Entenda a diferença entre facilitadores de pagamento e gateways

Antes de tomar qualquer decisão sobre este tema é preciso entender a diferença entre os facilitadores e os gateways de pagamento.

Gateways de pagamento

O gateway de pagamento  faz a comunicação diretamente com o seu banco, são empresas que armazenam dados bancários fornecidos pelo cliente e os encaminham para o adquirente para que sejam validados e, posteriormente, aprovados, exemplos dessas instituições são Cielo, Rede e Elo. Em comparação as lojas físicas, esse sistema funciona como quando se usa uma máquina de cartão. Logo, é um meio de pagamento que age como uma ponte entre os agentes financeiros e a loja virtual.

Vantagens e desvantagens

Os gateways permitem um controle maior sobre as vendas em relação a outros meios de pagamento. Além disso, é possível garantir taxas de processamento menores, já que a negociação pode ser feira diretamente com o adquirente.

Um benefício importante dos gateways é a possibilidade de evitar perder vendas no site, pois:

  • o cliente permanece na página da loja para fazer o pagamento, ou seja, ele não é redirecionado para o site do intermediador e tende a não abandonar o carrinho;
  • as análises de crédito são menos rigorosas do que em outros meios (que podem recusar pagamentos apenas pelo fato de o cliente fornecer um dado divergente, por exemplo).

Por outro lado, eles têm desvantagens, muitas delas relacionadas aos custos, já que o empreendedor tem que arcar com:

  • gastos de implantação e ativação do sistema;
  • taxas fixas mensais ou anuais tanto para os agentes financeiros como para a empresa que fornece a solução;
  • adquirir sistema antifraude.

Por esses motivos, o gateway é um meio de pagamento recomendado para lojas virtuais mais madurasexperientes e com alto volume de vendas para compensar as despesas.

Os gateways aceitam todas as bandeiras de cartão, crédito e débito, mas alguns, como a Cielo, não oferecem boletos bancários. Para tê-lo, o empreendedor deve solicitar a emissão diretamente ao banco.

Intermediadores de pagamento

Um intermediador de pagamento é uma instituição financeira que cuida de todo o processo das transações financeiras de uma loja virtual. Como exemplo, temos empresas como o Paypal, o PagSeguro e o MercadoPago.

Na página da loja virtual, o cliente escolhe os produtos e, na hora de pagar por eles, é, geralmente, direcionado à página do intermediador. Ele precisa ter um cadastro nesses sites e pode pagar da forma que quiser, através de crédito, débito ou boleto.

Vantagens e desvantagens

Para o lojista, o intermediador de pagamento é um aliado, já que se responsabiliza pela gestão de todas as etapas de aprovação da transação. O sistema que cuida da segurança das informações está incluso no serviço. Além disso, não existem despesas com a implantação do sistema, o lojista apenas precisa fazer um cadastro com a instituição. Contudo, as taxas de processamento são mais altas. Ademais, como o cliente é levado para uma página externa como padrão, o processo pode motivá-lo a desistir da compra. As políticas internas dos intermediadores são bem exigentes, o que compromete a aprovação de alguns pedidos. Mesmo assim, esse meio de pagamento é indicado para já que se trata de uma solução simples e eficiente, pois o empreendedor apenas estabelece contato com o sistema e não precisa dominar aspectos técnicos e complexos.

É importante considerar que, como o gateway de pagamento elimina a necessidade de intermediários para finalizar a compra, o cliente não precisa deixar o ambiente de sua loja virtual para finalizar a negociação, já os intermediadores forçam o redirecionamento, o que pode prejudicar o fechamento da venda com o cliente, contudo alguns já estão disponibilizando a finalização por checkout transparente, o que permite fazer tudo pela loja virtual.

Entretanto, vale ressaltar que os dois meios oferecem a segurança necessária ao consumidor para a realização da transação de pagamento.

Taxas e condições

Contratar um gateway de pagamento tem custos e você precisa analisar cada um deles. Conheça os principais pontos a serem considerados: ​

  • liberação do saldo;
  • taxa de adesão: dependendo da empresa pode existir;
  • tarifa de intermediação: pode ser negociada;
  • tarifa por transação completa: se não há;
  • tarifa de antecipação de recebíveis: varia conforme cada caso;
  • mensalidade;
  • taxa por emissão de boleto.

Observe que, em todos os casos, são necessários que os custos das operações bancárias sejam inclusos no custo geral da sua loja virtual. Por isso, não cometa o erro de não contabilizar esse valor!

Conheça as taxas e condições para e-commerce das empresas integradas a Moderniza:

Todos contam com cadastros efetuados de forma gratuita, feitos diretamente pelo site de forma fácil e ágil, já para a assinatura e utilização de meios de pagamento em ambiente de produção são necessários alguns dados solicitados dentro da plataforma. Alguns oferecem ofertas especiais e negociações, dependendo da sua empresa, feitas pelo contato comercial respectivo.

Saiba escolher a melhor opção

São muitos os aspectos que devem ser analisados na adoção dos meios de pagamento. Fazer a escolha certa ajuda a garantir que o fluxo das transferências ocorram com confiança e tranquilidade na sua loja virtual. Basicamente, todos os meios de pagamento têm vantagens e desvantagens, há várias opções de meios de pagamento para e-commerce disponíveis, e a decisão deve pesar a realidade do negócio. E-commerces iniciantes e com volume modesto de vendas se beneficiam ao usar intermediadores de pagamento, que oferecem uma solução segura e prática. Já lojas virtuais em expansão, que querem negociar taxas e ter mais autonomia e controle sobre as transações, podem pesquisar sobre gateways e verificar como esse serviço se encaixa no cenário do seu negócio.

porRenan Rodrigues

Configurações Iniciais VendaFlex

Como já foi mensionado nos pre-requistos do post de instalação do Moderniza VendaFlex, é necessário que o Moderniza Loja já esta instalado e configurado para utilização.

Agora vamos ver ver algumas configurações necessárias para a utilização da venda no Moderniza VendaFlex:

Configurando a série do documento fiscal:

O primeira coisa a fazer para poder efetuar vendas pelo Moderniza VendaFlex é configurar uma série de NFC-e no Moderniza Loja.

Para isso abra o Moderniza Loja, acesse o menu “Fiscal” > “Modelo de documentos fiscais”. Selecione o modelo 65  => Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica, então clique em “Series”.

Na tela seguinte clique em incluir, preencha o formulário com as informações que deverá ser utilizada como mostra na imagem abaixo.

Feito isso o Moderniza VendaFlex está pronto para efetuar vendas.

Configurando as imagens:

Próxima etapa a ser configurada é a parte de imagens do sistema.

As imagens de Hierarquias de produtos não precisam de nenhuma configuração por que são pequenas e salvas em banco de dados. É possível configurar apenas uma por hierarquia de produto

Então basta ir até o cadastro de Hierarquias dos produtos e adicionar uma imagem.

Configurações de imagens de produtos: 

Para salvar as imagens dos produtos precisamos definir no sistema qual será o diretório das imagens.

Para configurar acesse o menu de “Configs” > “Parâmetros gerias do sistema”, selecione a aba “Logística”.

A pasta a ser utilizada na configuração das imagens deve ser: “C:\Moderniza\VendaFlex\assets\produtos”

Que é o local de instalação do Moderniza VendaFlex.

Feito essa configuração basta ir no cadastro do produto e adicionar as imagens.

Feito isso, já estamos pronto para visualizar as imagens no Moderniza VendaFlex.

porRenan Rodrigues

Instalação Moderniza VendaFlex

Pre requisitos:

Como o Moderniza VendaFlex é um módulo adicional ao Moderniza Loja, o Moderniza Loja deve estar instalado e configurado para utilização. Para instalar o Moderniza Loja basta seguir o passos do manual de instalação

Download:

Baixe aqui a versão beta

Instalação:

Apos efetuar o download pelo link acima, basta executar o arquivo.

Caso o SmartScreen do windows bloquear a aplicação, basta clicar em “Mais Informações” e depois em “Executar assim mesmo”. Essa mensagem pode ocorrer por que ainda não geramos a nossa assinatura no executável. Mas não se preocupe, pode executar sem problemas.

Após executar ele irá exibir a tela de inicio da instalação, para extração dos arquivos. Por padrão utilizamos a pasta “C:\Moderniza\Temp” para extração. Você pode alterar, mas recomendamos deixar na pasta padrão, para não ter problemas de permissões de usuário posteriormente.

Clique em “Instalar” para começar.

Após a extração dos arquivos, ele irá abrir a tela para configuração do Moderniza Venda Flex.

Agora vamos entender algumas configurações:

  • “Instalar API”: Como o sistema utilizar nossa API para fazer toda a comunicação com o banco de dados. Então é obrigatorio que ele utilize a comunicação com essa API. Caso já tenha a API executando em outro servidor, então não é necessário marcar essa opção, mas tem que informar o caminho da API no campo “URL da API”. Em uma instalação local não é necessário alterar.
  • “Utilizar Serviço de Impressão”: Essa opção habilita a utilização do serviço de impressão.
  • “URL da API”: CAso a API esteja instalada em outro computador deverá ser informado a URL de instalação. Por padrão já traz o caminho definido da API Local, em uma instalação local não é necessário alterar essa configuração.
  • “Diretório de instalação”: É o diretório aonde as aplicações serão instaladas. Recomendamos deixar no diretório padrão “C:\Moderniza”.
  • Grupo de conexão com o banco: Nessa parte e definida a conexão com o banco de dados já instalado do Moderniza Loja.

Para uma instalação de testes locais ou demostração, pode ser utilizada a configuração padrão que o instalador já traz carregada.

Após definido as configurações basta clicar em “Iniciar Instalação”.

O instalador começará a habilitar os recursos necessários para utilização do sistema.

Na etapa “Ativando Recursos do Windows” irá abrir uma janela do prompt de comando do windows (imagem abaixo) para habilitar alguns recursos. Recomendamos que não cliquem ou digitem nessa tela para que não pare o processo de instalação, caso isso ocorra é necessário apertar a tecla “Enter” para que possa dar sequência na instalação.

Depois de concluir todas as etapas o sistema irá habilitar o botão de “Concluir”.

Ao clicar no concluir o sistema irá abir o Moderniza VendaFlex.

URL Padrão de instalação :

http://localhost/Moderniza/VendaFlex/

Ou

http://0.0.0.0/Moderniza/VendaFlex/

0.0.0.0 = representa o ip da maquina servidor.

Observações:

Esta é uma verão beta e pode contar alguns bugs ou ajustes a serem feitos. Em caso de dificuldades por favor entrar em contato com nosso time de suporte pelo chat online

Veja também:
Configurações Inicias do Moderniza VendaFlex

porNatã Giertyas da Silva

Entradas de Notas Fiscais de Serviços

Para fazer a entrada de uma Nota Fiscal de Serviço, primeiro devemos ir nos “Documentos Fiscais de Serviço”

 

 

 

 

Após abrir a tela de “Documentos Fiscais”, selecione a opção “Incluir Entrada”.

 

 

 

 

Clicando no botão de “Incluir Entrada”, irá abrir uma tela para o preenchimento dos dados da Nota Fiscal de Serviço.

 

 

 

 

 

Na aba “Cabeçalho” preencha todos os campos conforme a informação da Nota Fiscal de Serviço.

 

 

 

 

 

Campos a serem preenchidos:

Modelo: No campo modelo informe qual o tipo da NFES que deseja incluir a entrada.

Data de Emissão: Data de emissão da nota.

Chave de Acesso: Chave da Nota Fiscal de Serviço

Número: Numeração da nota.

Série: Série da Nota

Tomador: Entidade a qual o serviço foi feito.

Aba “Serviços”

Nessa aba informe os serviços da nota clicando em “Adicionar(F4)”

 

 

 

 

 

Após selecionar o serviço inclua ele na nota através do botão “Confirmar (F1)”. Realize esse procedimento para quantos serviços forem necessários.

 

 

 

 

 

 

Com as abas de “Cabeçalho” e “Serviços” preenchidas navega até as faturas e informe as mesmas.

 

 

 

 

 

Com todos os dados informados, agora temos que processar esse registro no sistema.

 

 

 

 

 

Clicando em “Processar” a nota será processada e registrada no sistema.

porBruno Madeira

Adicionar coluna de versão na visualização da pasta

Há casos os quais necessitamos excluir alguns arquivos específicos de uma versão e, para facilitar a identificação dos mesmos, podemos seguir este manual para adicionarmos uma coluna na pasta do Windows com essa informação, ao invés de acessar as propriedades de cada arquivo para verificar.

 

Primeiro, entre na pasta o qual precisamos adicionar essa informação e clique com o botão direito em um campo vazio e navegue até ‘Classificar por > Mais…’, conforme o print abaixo.

Depois, na janela que abrir, procure por ‘Versão do arquivo’, marque o checkbox ao lado e clique em ‘OK’

Caso o Windows esteja em Inglês procure por ‘File Version’.

Por fim, após a confirmação anterior é possível verificar que há uma nova coluna com a informação ‘Versão do arquivo’.

porVittoria Thomasini

Conectar Facebook a Loja Virtual

Para conectar o Facebook na sua loja virtual será necessário criar uma conta Facebook Business previamente que deverá estar conectada a uma página no Facebook. Você pode ler sobre aqui.

Na sua loja deverá constar o seguinte plugin instalado e ativado:

Facebook for WooCommerce

  • Com o plugin ativado vá em  WooCommerce > Configurações > Integração > Facebook for Woocommerce.

  • Clique em “Get Started” e será redirecionado para conectar sua conta business.
  • Click em Next.

Facebook Welcome Screen

  •  Escolha uma página do facebook para conectar ao seu site ou clique em Criar uma Página para criar uma nva Página do Facebook.
  • Clique em Next.
    Selecting a Facebook Page during Facebook for WooCommerce setup
  • Escolha um Facebook Pixel para instalar no seu site. Se você não possui deve criar um.
  • Clique em Next.Selecting a Pixel during Facebook for WooCommerce setup
  • Agora é possível fazer a sincronização do catalogo de produtos. Clique em Finish para finalizar.

Configurando Conexões

Para confirmar que a página do Facebook e o pixel estão conectados veja em WooCommerce > Configurações > Integração > Facebook for Woocommerce e configurar a seção de conexão. Aqui você também pode remover sua conexão clicando em “Manage connection” e Advanced Options > Remove.

Facebook for WooCommerce Connection Settings

Sincronizando Produtos no Facebook

Uma vez que a sua loja está conectada ao Facebook, seus produtos irão sincronizar com o mesmo periodicamente assim como quando novos produtos forem adicionados a loja virtual.

Você pode configurar para que seja atualizado automaticamente todos os produtos ao catálogo do Faceboo ou excluir alguns produtos, variações, categorias ou tags.

Facebook for WooCommerce Product Sync Settings
  • Sync products: Clique nesse botão para forçar a atualização dos produtos.
  • Enable product sync: Habilite e desabilite a sincronização dos produtos.
  • Exclude categories from sync: Exclua categorias de produtos da sncronização.
    Exclude categories from sync to Facebook
  • Exclude tags from sync: Exclua produtos com as tags da sincronização.
    Exclude tags from sync to Facebook
  • Product description sync: Escolha para mostrar a descrição inteira ou o resumo do produto.
  • Force daily resync at: Configure a sincronização em um momento específico.

Configurações de Sincronização do Produto

Na página de Produtos você consegue ver o status de sincronização com o Facebook  na coluna FB Sync Enabled e esconder os produtos no catálogo com a coluna FB Catalog Visibility. Escondê-los ainda os manterão sincronizando, se você em Show ele retornará a aparecer na sua página.

View sync status and show/hide products from the Facebook catalog